Advertisement
Remove
Settings

Depois de finalmente destruir o pilar do oceano antártico, Kagutsuchi se despediu de Kiki, e saiu correndo em direção ao templo de Poseidon, onde sentia dois cosmos em luta. Um deles era o de Seiya e o outro deveria ser o cosmo divino de Poseidon, que ainda estava adormecido sendo controlado por Julian Solo.

Kagutsuchi resolveu não interferir nas lutas de Sorento de Sirene e Kanon de Dragão marinho, o irmão gêmeo malvado de Saga de gêmeos, o cavaleiro de ouro e ex-mestre usurpador do santuário.

Seu sangue fervia e ele tremia de emoção a cada passo que se aproximava de sua verdadeira batalha contra o deus do mar. Depois de meia hora correndo naquele maldito lugar enorme, durante o caminho, Kagutsuchi viu uma luz dourada penetrar o mar acima que funcionava como céu, e voar em direção ao templo de Poseidon.

Deve ser a armadura de ouro de sagitário, que veio bancar a babá de Seiya como sempre. Ele continuou correndo e finalmente chegou à entrada da escadaria do imponente templo de Poseidon. De longe, Kagutsuchi viu uma mulher de cabelos verdes, e armadura roxa. Era Shina de Ofiúco.

Respirou fundo depois que subiu todos os degraus, e finalmente entrou preparado para morrer lutando, mas almejar a vitória. Uma cena trágica aparecia quando Seiya teve seus meteoros refletidos por Poseidon, mal se aguentando em pé, graças à armadura de ouro que lhe dava energia para se levantar, mesmo estando gravemente ferido. De novo.

Quando Poseidon enviou um golpe de cosmo poderoso em direção aos dois, finalmente Kagutsuchi chegou a tempo e conjurando um escudo de chamas com seu cosmo, conseguiu bloquear o golpe em direção a Seiya, com o escudo se partindo depois de bloquear e desviar o golpe de um deus.

- Outro verme maldito. Quem é você? [Poseidon perguntou com uma cara irritada, mas fria, olhando para o novo inseto irritante que bloqueou seu golpe.].

- Sou um cavaleiro de Atena, Kagutsuchi de Fornalha. [Kagutsuchi afirmou de forma simples, antes de começar a elevar seu cosmo ao máximo, entrando facilmente agora no sétimo sentido.]

Kagutsuchi sabia bem, que mesmo que esse Poseidon a sua frente fosse apenas o humano Julian Solo que comandasse o cosmo do deus adormecido, não era uma brincadeira leve. Pois mesmo sendo humano, ele possuía e controlava o cosmo de um deus.

- Ouça cavaleiro de Atena. Assim como eu tinha dito ao Pégaso, Atena já está morta dentro do grande suporte principal, que neste momento já está cheio das águas da chuva que está inundando o mundo inteiro. Não existe nada que você possa fazer, pois isso é a vontade de um deus. [Poseidon falou com calma e confiança, mas por dentro estava irritado por gastar saliva a toa, vendo a expressão não alterada do novo cavaleiro a sua frente, que tinha um cosmo mais poderoso do que os outros cavaleiros.]

- Levante-se Seiya. Como você vai salvar Atena caído aí no chão? Levante-se. [Kagutsuchi disse em voz alta, fazendo Seiya lutar para reunir forças e finalmente ficar de pé novamente.]

- Tsuchi, obrigado por me salvar. [Seiya disse ofegante olhando para seu novo amigo e meio irmão. Cabelos dourados que flutuavam como chamas numa fogueira, olhos vermelhos como o fogo, sua armadura era de um vermelho profundo como o fogo, laranja e dourado. Seiya conseguia sentir seu poderoso cosmo, e ficou chocado quando percebeu que era semelhante ao cosmo dos cavaleiros de ouro.]

Logo a luta recomeçou, e diferente de Seiya, ele não se importou que seu inimigo fosse um deus, e atacou com toda a sua força sem hesitar por nada.

Mesmo que cada golpe seu fosse refletido, Kagutsuchi sentia uma rachadura na defesa de Poseidon, mas nessa hora Seiya elevou o cosmo dourado e atirou a flecha de sagitário, que foi bloqueada, girada e mandada de volta para atingir Seiya em cheio, se não fosse Shina que se jogasse em seus braços, e levasse a flecha por Seiya nas costas para salvá-lo.

Vendo isso, Kagutsuchi elevou ainda mais seu cosmo, e finalmente um sorriso de alegria enfeitou o seu rosto. Ele de alguma forma conseguiu tocar na verdadeira essência do cosmo, dentro de seu universo interior.

Pela primeira vez, Kagutsuchi tinha entrado no estado permanente dos cavaleiros de ouro, mas ele não teve tempo de continuar pensando, quando foi derrubado pelo cosmo de Poseidon, o fazendo finalmente seu corpo ser ferido.

Logo depois chegou Shun e Shiryu, e depois de duas tentativas com aquela maldita flecha voltando depois de enfrentar o deus do mar adormecido, depois que todos os presentes depositaram os cosmos na flecha, isso atordoou Poseidon o suficiente para a flecha dourada finalmente atingir a cabeça de Poseidon, o deixando paralisado, dando a chance de correr até o grande suporte principal.

Kagutsuchi sabia que chegara a hora do verdadeiro deus do mar acordar, e lançar sua fúria contra os cavaleiros de Atena. Kagutsuchi apenas reafirmou sua decisão de continuar a lutar, em nome de Atena e de si mesmo. O ruim era que sua armadura de Fornalha tinha algumas rachaduras depois de bloquear o ataque divino.

Enquanto todos corriam, Kagutsuchi sentiu um cosmo divino muito poderoso despertar, e preencher todo o reino submarino. Poseidon tinha despertado de verdade. Agora sim, começaria a batalha contra o verdadeiro deus.

Advertisement

About the author

Tyller Yang

  • Brazil

Bio:

Achievements
Comments(0)
Log in to comment
Log In

No one has commented yet. Be the first!